terça-feira, 15 de maio de 2012

MÃES

Mamãe

Toquinho

Ela é a dona de tudo
Ela é a rainha do lar
Ela vale mais para mim
Que o céu, que a terra, que o mar
Ela é a palavra mais linda
Que um dia o poeta escreveu
Ela é o tesouro que o pobre
Das mãos do Senhor recebeu
Mamãe, mamãe, mamãe
Tu és a razão dos meus dias
Tu és feita de amor e de esperança
Ai, ai, ai, mamãe
Eu cresci, o caminho perdi
Volto a ti e me sinto criança
Mamãe, mamãe, mamãe
Eu te lembro o chinelo na mão
O avental todo sujo de ovo
Se eu pudesse
Eu queria, outra vez, mamãe
Começar tudo, tudo de novo
Ela é a dona de tudo
Ela é a rainha do lar
Ela vale mais para mim
Que o céu, que a terra, que o mar
Ela é a palavra mais linda
Que um dia o poeta escreveu
Ela é o tesouro que o pobre
Das mãos do Senhor recebeu
Mamãe, mamãe, mamãe
Tu és a razão dos meus dias
Tu és feita de amor e de esperança
Ai, ai, ai, mamãe
Eu cresci, o caminho perdi
Volto a ti e me sinto criança
Mamãe, mamãe, mamãe
Eu te lembro o chinelo na mão
O avental todo sujo de ovo
Se eu pudesse
Eu queria, outra vez, mamãe
Começar tudo, tudo de novo
(Dorme, dorme, filhinho)
atividade com as mães 2010
Dia das mães 2010
brincadeiras com as mães


 
 
 
 
 
 
 
Estas fotos são de 2010, neste ano as atividades em homenagem às mães aconteceram nos dias 15/05, 16/05 e 17/05, com Cinema com pipoca, Escolha da Mãe Neli e Apresentações dos alunos com chá da tarde, respectivamente.

sábado, 12 de maio de 2012

JOVEM APRENDIZ


FELIPE VALDUGA
Iniciativa vai garantir, inicialmente, curso profissionalizante para 30 selecionados
Desde terça-feira, dia 8, Candiota conta com o programa Jovem Aprendiz. A iniciativa, fruto de parceria entre a Prefeitura Municipal, a Companhia de Geração Térmica de Energia Elétrica (Eletrobras/CGTEE) e a Escola Técnica José César de Mesquita, foi oficializada em solenidade realizada na Escola Municipal de Ensino Fundamental Neli Betemps, no bairro João Emílio.

Na oportunidade, o prefeito municipal, Luiz Carlos Folador, o presidente da CGTEE/Eletrobras, Sereno Chaise, e o diretor da Escola Mesquita, Jurandir Damin, assinaram o termo de cooperação técnica entre as partes, que viabiliza a execução da iniciativa.

Através do projeto, 30 jovens selecionados no município participarão de curso profissionalizante em Auxiliar de Manutenção – voltado para as áreas de Elétrica e Eletrônica. Serão cinco meses e meio de aulas teóricas – de segunda a sexta-feira, na escola Neli Betemps – e o mesmo período de atividades práticas – dentro de setores da Usina Termelétrica Presidente Médici.

Para o diretor da Escola Mesquita, a turma de jovens aprendizes começa “uma oportunidade de ter o primeiro contato com o mercado de trabalho”. Ainda, segundo ele, “esta será uma chance de acumular conhecimentos, com certeza, importantes para o futuro de cada um”.

O prefeito candiotense, por sua vez, agradeceu a CGTEE por acreditar e colaborar com a iniciativa e à Escola Mesquita por levar o projeto até o município. “Graças a esta ação, estamos ampliando as possibilidades de acesso ao ensino e à qualificação para a nossa comunidade. Isto é nosso dever e acredito que estamos trabalhando no sentido certo”, avaliou Folador.

Já o presidente da CGTEE/Eletrobras, em sua fala, enalteceu que “a Educação é a chave do desenvolvimento. Tudo o que pudermos fazer no sentido de garantir ensino, e de qualidade, para a sociedade é válido”. Segundo Chaise, países que alcançaram o ápice do progresso iniciaram suas trajetórias através do estímulo ao conhecimento e do ensino de suas populações.

Além da qualificação, os aprendizes receberão auxílio de meio salário mínimo cada – valores oriundos da CGTEE/Eletrobras por meio de convênio com a Escola Mesquita – e vale transporte durante todo o período do curso – viabilizado pela Prefeitura.

.

quinta-feira, 10 de maio de 2012

REUNIÃO NA ESCOLA

                      Na noite do dia 09/05 e durante o dia 10/05 a escola realizou reuniões com seus professores, estas reuniões estão previstas no Calendário escolar, para o planejamento. Não foi possível realizar atividades nos blogs, pois estamos sem internet, devido à queima do filtro de rede dos PLCs. Na noite do dia 09 e na tarde do dia 10 recebemos a visita da Secretária de Educação Nazionélia Ferreira.
Sete motivos para um professor criar um blog
A intenção é trazer para cá algumas das ideias que a gente vê perdidas pelo mundo — real ou virtual. (Blog de Nelson Vasconcelos)
1- É divertido
           É sempre necessário termos um motivo genuíno para fazer algo e, realmente, não há nada que legitime mais uma atividade que o fato de ela ser divertida. Um blog é criado assim: pensou, escreveu. E depois os outros comentam. Rapidamente, o professor vira autor e, ainda por cima, tem o privilégio de ver a reação de seus leitores. Como os blogs costumam ter uma linguagem bem cotidiana, bem gostosa de escrever e de ler, não há compromisso nem necessidade de textos longos, apesar de eles não serem proibidos. Como também é possível inserir imagens nos blogs, o educador tem uma excelente oportunidade de explorar essa linguagem tão atraente para qualquer leitor, o que aumenta ainda mais a diversão. O professor, como qualquer “blogueiro”, rapidamente descobrirá a magia da repercussão de suas palavras digitais e das imagens selecionadas (ou criadas). É possível até que fique “viciado” em fazer posts e ler comentários.
2- Aproxima professor e alunos
Com o hábito de escrever e ter seu texto lido e comentado, não é preciso dizer que se cria um excelente canal de comunicação com os alunos, tantas vezes tão distantes. Além de trocar ideias com a turma, o que é um hábito extremamente saudável para a formação dos estudantes, no blog, o professor faz isso em um meio conhecido por eles, pois muitos costumam se comunicar por meio de seus blogs. Já pensou se eles puderem se comunicar com o seu professor dessa maneira? O professor “blogueiro” certamente se torna um ser mais próximo deles. Talvez, digital, o professor pareça até mais humano.
3- Permite refletir sobre suas colocações
                            O aspecto mais saudável do blog, e talvez o mais encantador, é que os posts sempre podem ser comentados. Com isso, o professor, como qualquer “blogueiro”, tem inúmeras oportunidades de refletir sobre as suas colocações, o que só lhe trará crescimento pessoal e profissional. A primeira reação de quem passou a vida acreditando que diários devem ser trancados com cadeado, ao compreender o que é um blog, deve ser de horror: “O quê? Diários agora são públicos?”. Mas pensemos por outro lado: que oportunidade maravilhosa poder descobrir o que os outros acham do que dizemos e perceber se as pessoas compreendem o que escrevemos do mesmo modo que nós! Desse modo, podemos refinar o discurso, descobrir o que causa polêmica e o que precisa ser mais bem explicado ao leitor. O professor “blogueiro” certamente começa a refletir mais sobre suas próprias opiniões, o que é uma das práticas mais desejáveis para um mestre em tempos em que se acredita que a construção do conhecimento se dá pelo diálogo.
4- Liga o professor ao mundo
Conectado à modernidade tecnológica e a uma nova maneira de se comunicar com os alunos, o educador também vai acabar conectando-se ainda mais ao mundo em que vive. Isso ocorre concretamente nos blogs por meio dos links (que significam “elos”, em inglês) que ele é convidado a inserir em seu espaço. Os blogs mais modernos reservam espaços para links, e logo o professor “blogueiro” acabará por dar algumas sugestões ali. Ao indicar um link, o professor se conecta ao mundo, pois muito provavelmente deve ter feito uma ou várias pesquisas para descobrir o que lhe interessava. Com essa prática, acaba descobrindo uma novidade ou outra e tornando-se uma pessoa ainda mais interessante. Além disso, o blog será um instrumento para conectar o leitor a fontes de consulta provavelmente interessantes. E assim estamos todos conectados: professor, seus colegas, alunos e mundo.
 5- Amplia a aula
Não é preciso dizer que, com tanta conexão possibilitada por um blog, o professor consegue ampliar sua aula. Aquilo que não foi debatido nos 45 minutos que ele tinha reservados para si na escola pode ser explorado com maior profundidade em outro tempo e espaço. Alunos interessados podem aproveitar a oportunidade para pensar mais um pouco sobre o tema, o que nunca faz mal a ninguém. Mesmo que não caia na prova.
6- Permite trocar experiências com colegas
Com um recurso tão divertido em mãos, também é possível que os colegas professores entrem nos blogs uns dos outros. Essa troca de experiências e de reflexões certamente será muito rica. Em um ambiente onde a comunicação entre pares é tão entrecortada e limitada pela disponibilidade de tempo, até professores de turnos, unidades e mesmo escolas diferentes poderão aprender uns com os outros. E tudo isso, muitas vezes, sem a pressão de estarem ali por obrigação. (É claro que os blogs mais divertidos serão os mais visitados. E não precisamos confundir diversão com falta de seriedade profissional.)
7- Torna o trabalho visível
Por fim, para quem gosta de um pouco de publicidade, nada mais interessante que saber que tudo o que é publicado (até mesmo os comentários) no blog fica disponível para quem quiser ver. O professor que possui um blog tem mais possibilidade de ser visto, comentado e conhecido por seu trabalho e suas reflexões. Por que não experimentar a fama pelo menos por algum tempo?
Antes de fazer seu próprio blog, vale a pena consultar as realizações de algumas pessoas comuns ou dos mais variados profissionais. Faça uma busca livre pela Internet para descobrir o que se faz nos blogs pelo mundo afora e (re)invente o seu!

segunda-feira, 7 de maio de 2012

CONSULTORIA PARA EDUCAÇÃO DE QUALIDADE


                      As Equipes Diretivas das Escolas Neli Betemps, Santa Izabel e  CRA, juntamente com o Setor Pedagógico da SMED, participam neste dias 7 e 8 de maio da CONSULTORIA PARA EDUCAÇÃO DE QUALIDADE, formação para gestores em educação oferecida pelo SESI.
                     O Formação será desenvolvida em etapas, sendo a primeira nos dias de hoje e amanhã e as 2ª, 3ª e 4ª etapas nos dias 25 e 26 de junho, 24 e 25 de setembro e 12 e 13 de novembro respectivamente.








                

quarta-feira, 25 de abril de 2012

FORMAÇÕES UCA


          No dia 10 de março tivemos a primeira formação deste ano, nesse dia as atividades foram feitas com a professora Maria Cristina que estava no NTE-Bagé e agora está na 13ª CRE e com o professor Cristiano Ayres da Silva, regente da disciplina de História da Escola Santa Izabel. Passamos 4h desse sábado explorando os nets e compreendendo um pouco mais dessa máquina que temos em nossas escolas e que promoverá a transformação educacional deste século.
            Em 10 e 11 de abril tivemos na escola um outro momento de formação, na tarde do dia 10 com os professores dos turnos da manhã e tarde e na noite de 11 com os professores do noturno. Nessa formação revisamos os Módulos I e II do e-proinfo, concluindo com a criação de blogs, pois nem todos tinham.
              Hoje estamos realizando mais uma etapa de nossa formação, nos turnos da manhã, tarde e noite, com atividades foram variadas. Refletimos sobre PROJETOS DE ENSINO e PROJETOS DE APRENDIZAGEM; configuração de blog e troca de experiências. Em todos os turnos vimos o vídeo abaixo:
                             COMO ENTRA A CULTURA DIGITAL NA ESCOLA



turno da manhã

manhã

manhã

manhã
turno da tarde
tarde

tarde

tarde
à noite




                   Ao longo de um dia exaustivo, porém produtivo de trabalho!
                   Foram 12 horas de trabalho no dia de hoje.
         

terça-feira, 19 de julho de 2011

Atividade 2 - Módulo 2

Hoje foi dia de formação do UCA em nossa escola e uma das atividades consistia em inserir o link do meu blog no blog da escola.
http://blogdaprofessorasoninha.blogspot.com/